O Governo Federal começa a distribuir kits para substituir TVs parabólicas.

Notícias - 12, julho, 2022

A medida faz com que possa ser liberada a faixa de transmissão reservada para o 5G no país.  A ação tem como foco as famílias brasileiras que ainda utilizam antenas parabólicas para sintonizar os canais de televisão. Com isso, esse público passará a contar com uma tecnologia mais moderna. A iniciativa que acelera a implantação da tecnologia 5G no Brasil irá beneficiar as famílias de baixa renda que estão inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e estima alcançar o público de 10,5 milhões de famílias.  Atualmente o sinal aberto utilizado é a via na chamada Banda C. No entanto, esse sinal, com a implementação dos kits, será substituído para evitar uma interferência na faixa 3,5, que é reservada para a tecnologia do 5G. Essa codificação garante mais qualidade de imagem e som com menos uso de banda satelital. A aceleração da implementação da nova tecnologia foi uma decisão do Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na Faixa de 3.625 a 3.700 MHz, que foi criado após o leilão do 5G.